Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estrabucha

Aviso: Este blog é dado à parvoeira e raramente, mas muito raramente, falam-se de assuntos sérios.



Terça-feira, 26.11.13

Dois pesos e duas medidas

Quando o Tribunal Constitucional chumbou várias normas do OE de 2013, vieram logo para a rua as centrais sindicais, a mostrar o seu contentamento e a exigir a reposição das normas chumbadas.

Hoje, o TC votou a favor do alargamento do horário de trabalho da função pública para as 40 horas semanais e a cantiga já é outra. Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum, diz não entender como o TC aprovou esta norma, chegando a afirmar: "É com greves com certeza que se vai fazer a luta dos horários de trabalho, isso não tenho dúvidas. Os trabalhadores não se vão conformar com decisões desta natureza",

Não está aqui em questão se concordamos ou não com o aumento do horário de trabalho, o que está aqui em questão é que esta Sra. tem dois pesos e duas medidas para avaliar o que interessa à Frente Comum e o que não interessa.

Se o governo fizesse greve, por exemplo, ao pagamento do subsidio de férias dos trabalhadores da função pública e pensionistas, depois deste ter sido reposto, estava em incumprimento. Se a Frente Comum convoca greves por causa das 40 horas de trabalho, depois destas terem sido "validadas", está em quê?

Autoria e outros dados (tags, etc)




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Sigam-me no Facebook

Estrabucha



Podem também estrabuchar aqui

estrebucha@gmail.com


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.