Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estrabucha

Aviso: Este blog é dado à parvoeira e raramente, mas muito raramente, falam-se de assuntos sérios.



Sexta-feira, 28.07.17

Da série diálogos #8

Estivemos 2 semanas de férias. Umas férias em ritmo lento, com longas sestas, com muita comida e bebida. Em férias não se fecha a boca bem, na realidade nós nunca fechamos a boca e o exercício é nulo, mas em férias comemos porcarias demais com a agravante de o Homem ter feito anos pelo meio. Enfim, voltámos os 2 com uns bons quilos a mais.

Na 2ª feira quando nos estávamos a preparar para virmos trabalhar começo a ouvir uns sons de esforço a virem do quarto e fui espreitar. Estava o homem quase a transpirar para apertar as calças de ganga.

Eu: Então?

Ele: Estão apertadas, não as consigo apertar.

Eu: Hum!!! E estás a vesti-las de lavado?

Ele: ESTOU!!!

EU: Não te preocupes, com o calor do corpo elas dão de si.

O Homem não respondeu, mas olhou para mim furioso. Eu saí do quarto às gargalhadas, mas para dentro, porque o coitado já tinha o orgulho ferido.

Juro, que naquele momento imaginei o homem deitado na cama a tentar enfiar as calças a transpirar e a dizer convictamente que as calças vão entrar. Algo que a nós mulheres nos é muito familiar. Claro que não nos podemos dobrar ou respirar mais fundo com o risco do fecho rebentar, mas pronto, são necessários sacrifícios.

Autoria e outros dados (tags, etc)




Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Sigam-me no Facebook

Estrabucha



Podem também estrabuchar aqui

estrebucha@gmail.com


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.