Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Estrabucha

Aviso: Este blog é dado à parvoeira e raramente, mas muito raramente, falam-se de assuntos sérios.


Segunda-feira, 09.01.17

Dos velórios

Os velórios são autênticas cantigas de escárnio e maldizer com muita, mas mesmo muita risota à mistura. Nunca fui a uma velório onde não se falasse mal dos presentes e não se acabasse a noite na galhofa.

Lembro-me particularmente de 2 velórios a que fui. Um da mãe de um colega meu em que estava tudo dentro da casa mortuária a velar a Sra. e eu e os meus colegas de trabalho em amena cavaqueira e às gargalhadas na rua.

Outro lembrou-me a minha querida amiga Carla este fim de semana e a cena passou-se no velório do avô materno do homem. Estava eu e a Carla num momento de paródia, com as cabeças baixas e os ombros a sacudir a tentar conter o riso, quando vem o tio do homem confortar-nos pois pensava que estávamos a chorar.

É feio e triste? Sim e muito!

Mas quem nunca passou por situação igual? Quem nunca se riu, escarneceu ou cuscou num velório que atire a primeira pedra!

Autoria e outros dados (tags, etc)


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Sigam-me no Facebook

Estrabucha



Podem também estrabuchar aqui

estrebucha@gmail.com


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.